Missa Templária na Catedral Anglicana de São Paulo ORDENS UNIDAS RELIGIOSAS, MILITARES E MAÇÔNICAS DO TEMPO E DE SÃO JOÃO DE JERUSALÉM, PALESTINA, RODES E MALTA.

Dia 04 de maio de 2019, sábado,  às 9:30 horas,  Missa Templária na Catedral Anglicana de São Paulo, na Catedral Anglicana de São Paulo Endereço: Rua Comendador Elias Zarzur, 1239 – Santo Amaro, São Paulo – SP, 04736-002, presentes,  os Grandes Oficiais, os Preceptórios e os IIrs. Cavaleiros Filiados ao Grande Priorado do Brasil das Ordens Unidas, Religiosas, Militares e Maçônicas do Templo e de São João de Jerusalém, Palestina, Rodes e Malta, entre outras autoridades.

Cavaleiros Templários (maçonaria)

Os Cavaleiros Templários são uma organização internacional filantrópica afiliada à Maçonaria, mais especificamente ao Rito de York. Diferentemente dos graus iniciais conferi

dos em uma Loja Maçônica tradicional, onde apenas se exige a crença em um Ser Supremo – independentemente da filiação religiosa – os Cavaleiros Templários compõem uma das várias ordens maçônicas em que a adesão é restrita apenas a maçons já iniciados e que professem a crença na religião cristã.[1]

 O título completo desta ordem é “The United Religious, Military and Masonic Orders of the Temple and of St John of Jerusalem, Palestine, Rhodes and Malta” (As Unidas Ordens Religiosas, Militares e Maçônicas do Templo e de São João de Jerusalém, Palestina, Rodes e Malta).[2] A palavra “Unidas” presente no título indica que mais de uma ordem e mais de uma tradição histórica estão em conjunto dentro deste sistema. Tais ordens “unidas” são principalmente: Cavaleiros do Templo, os Cavaleiros de Malta, os Cavaleiros de São Paulo e exclusivamente no Rito de York, os Cavaleiros da Cruz Vermelha.[3]

Assim sendo, os Cavaleiros Templários podem existir tanto como parte do Rito de York como também como uma organização independente.[4] Na Inglaterra e País de Gales, a Maçonaria afirma possuir 30.000 membros Templários dentre os seus 250.000 maçons.[5] 

A ordem, como se pode deduzir, deriva seu nome dos históricos Cavaleiros Templários. Uma das teorias sobre a origem da Maçonaria sustenta que esta fraternidade possui descendência direta dos Cavaleiros históricos do final do século XIV, que teriam se estabelecido na Escócia ou em outros países onde a supressão dos Templários não foi cumprida. Embora tal teoria não possa ser descartada, ela é descreditada por falta de evidências comprobatórias, tanto por parte da Maçonaria como por parte dos historiadores.[6]

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.