Grão Mestre Geral Francisco Murilo Pinto, faleceu em 21 de janeiro de 2001.

Grão Mestre Geral Francisco Murilo Pinto, Naturalidade: Fortaleza (CE) * Data de Nascimento: 25/11/1929 + Oriente Eterno: 21/01/2001.
 
Foi Iniciado a 2 de dezembro de 1978, na Loja Maçônica “Universitária”, de Bragança Paulista (SP). 
 
Fez toda a sua vida universitária e profissional na cidade de São Paulo. Profissão: Desembargador, advogado.
 

Magistrado, desde 1963, aposentou-se no cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo. 

Foi eleito Grão-Mestre Geral do Grande Oriente do Brasil no ano de 1993, tomando posse a 24 de junho daquele ano, como o 31º Grão-Mestre titular eleito e – contando os Adjuntos em exercício e os interinos – o 50º a ocupar o cargo.

Graças ao seu trabalho à frente do Grande Oriente do Brasil, foi reeleito pelo povo maçônico em 1998, vindo a falecer a 21 de janeiro de 2001 aos 72 anos, em pleno exercício do mandato e 6 meses antes faleceu o Grão-Mestre Geral Adjunto Irmão Joferlino Miranda Pontes.
 

A gestão do Ir.·. Murilo, no Grande Oriente do Brasil, foi dirigida a três objetivos principais:

O aumento das Relações Maçônicas Internacionais, o fortalecimento dos Grandes Orientes Estaduais e o incremento da Cultura Maçônica.

No terreno das Relações com as demais Obediências, o Grande Oriente do Brasil assistiu a um período de intensa atividade, quando o total de Tratados de Mútuo Reconhecimento e Amizade com as outras Organizações Maçônicas mais que duplicou, em relação ao que foi encontrado, e quando foi iniciada a série de Tratados com as Grandes Lojas Estaduais Brasileiras – começando com a Grande Loja Maçônica de São Paulo – com o Past GM da GLESP Salim Zugaib, pondo fim a uma situação de velada hostilidade, que já durava mais de 70 anos.  

Quanto ao fortalecimento dos Grandes Orientes nos estados, o Grão Mestrado Geral incentivou e contribuiu, criando assim, as condições necessárias para que os Grandes Orientes se estruturassem, construindo suas sedes próprias, os que ainda não as tinham, e consequentemente fortalecendo também as Lojas jurisdicionadas.

Como exemplo, citamos o Grande Oriente do Brasil-Paraná, que como forma de agradecimento e reconhecimento homenageou o Soberano Irmão Murilo, colocando o nome no suntuoso edifício de sua sede de GRÃO-MESTRE GERAL FRANCISCO MURILO PINTO.  

No terreno Cultural, as realizações foram imensas, pois segundo o Soberano Ir.·. Murilo, só através da Evolução Cultural é que poderá voltar, a Maçonaria, a ter lugar de destaque social que já apresentou no passado.

E foi nesse terreno que foram implantadas ideias virgens no Grande Oriente do Brasil. Assim foi criada a Revista Cultural Minerva Maçônica; foi criado o Conselho Federal de Cultura; foram implantados Rituais de todos os Ritos, com base em estudos fundamentados em publicações originais e em literatura fidedigna; foram concretizados o Museu Maçônico e a Biblioteca do GOB em Brasília, sendo-lhes dadas feições de modernidade em administração bibliotecária e museológica; foi descentralizada a Cultura Maçônica e levada, através da criação de curso itinerante – o Curso Integrado de Maçonaria Simbólica do Grande Oriente do Brasil- à praticamente todo o País. Por isso, Francisco Murilo Pinto passou à História como o Grão-Mestre da integração maçônica nacional e internacional a da evolução cultural, binômio que colocou o Grande Oriente do Brasil, novamente, no caminho de seus elevados destinos.

Nota: O texto acima foi quase que totalmente transcrito de uma matéria publicada na Revista Minerva Maçônica, ano IV – nº.9, pág. 13 e 14 de autoria do saudoso Irmão José Castellani, com o intuito de reverenciar a memória do Soberano Irmão Francisco Murilo Pinto – Expressão de Uma Época no Grande Oriente do Brasil – exatamente no dia em que se completa o 16º. ano do seu falecimento. Com o SOBERANO IRMÃO MURILO, nossa saudade. 


(A:FC/R:CRS)
Ao retransmitir esta mensagem favor não retirar os créditos Assessoria de Comunicação da www.redecolmeia.com.br

 

 

fernando

Fernando Colacioppo (Coordenador da Rede Colmeia) http://redecolmeia.com.br/2019/04/11/fernando-tullio-colacioppo-sobrinho/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.