A LOJA CAETANO NACARATO 3812 – São Paulo- SP | REALIZOU A SESSÃO MAGNA DE SAGRAÇÃO DE ESTANDARTE NO SEU ANIVERSÁRIO DE 13 ANOS.


No dia 07 de outubro de 2019, segunda feira às 20:00 horas, A Loja Caetano Nacarato Nº 3812 – localizada na rua Dr. Ulisses nº 84, Vila Mariana, São Paulo – SP, sessões todas as segundas-feiras. Fundada em 02 de outubro de  2006, sessões todas as segundas-feiras. Realizou a Sessão Magna de Sagração de Estandarte e aniversário de 13 anos da Loja, presidida pelo Venerável Mestre Milton Gabriel Junior

Realizou a Sessão Magna de Sagração de Estandarte junto com seu aniversário de 13 anos de fundação, presidida pelo Venerável Mestre Milton Gabriel Junior.

Comissão de Consagração e entrega de Estandarte:

  • Presidente: Eminente Gerson Mgdaleno;
  • 1º Vigilante: Ruberval Ramos Castelo;
  • 2º Vigilante: Silvio Renato da Silva Silveira Branco;

A sessão foi presidida pelo Venerável Mestre: Milton Gabriel Junior; 1º Vigilante: Alex Luiz Pereira; 2º Vigilante: Cristiano Rufino de Souza; Orador: Carlos Campanhã; Secretário: Edilson Mendes de Aquino; Chanceler: Giusseppe Roselli; Tesoureiro: Antônio Sérgio Basseti Naccarato; Mestre de Cerimônias: Ariston Alves Filho;

Estando presente as autoridades maçônicas o Gerson Magdaleno Grão-Mestre Estadual de São Paulo GOB-SP, Fernando Colacioppo Secretário Geral de Comunicação e Informática Adjunto do Grande Oriente do Brasil, Secretário Adjunto de comunicação e informática: Gilvécio Paulo Arruda e O Deputado Federal Alexandre Petri, mestres instalados, mestres, companheiros e visitantes.

 

Caetano Maria Felicíssimo Nacarato, nasceu na Itália em 04 de dezembro de 1851, filho de Antonio Nacarato e Dona Francisca Posteraro, casouse com Dona Joanna Palmieri Nacarato.

Aos 36 anos de idade, negociante, morador no Lago do Rosário nº 75 neste Vale, teve sua Proposta de Filiação apreciada na Loja América em sessão de 13/05/1886, onde foi aprovado limpo e puro, na sessão de 20/05/1886, prestando seu juramento em 28/05/1886.

Em muito pouco tempo, dado sua têmpera de aglutinador, assumiu a Segunda Vigilância para a qual foi eleito já em novembro de 1886, com 14 votos em 15.

Reeleito em agosto de 1887, sempre lutou pela união e harmonia entre os Irmãos.

No mês de setembro de 1888 recebeu o Grau 17, dezembro de 1888 o grau 18 e em novembro de 1889 o grau 33.

Da vigésima terceira, até a trigésima quarta gestão, ou melhor, de 1890 até 1910, durante vinte anos seguidos, Caetano Nacarato foi Venerável da Loja América, a quem esta Oficina deve serviços relevantes, e é por isso que seu nome honrado, ainda hoje, o tempo não conseguiu apagar.

Falecido aos vinte e sete dias do mês de Outubro de hum mil novecentos e dezoito (27/10/1918), vítima de um coma diabético, na Rua Ipiranga, 155 neste Vale, com 69 anos, nosso Irmão deixou viúva Dona Joanna Palmieri Nacarato em companhia de seus filhos: Francisca, Pedro, Antonio, Achiles, Paulina, Maximina, Paulo, Augusta, João Olympio e Caetano Nacarato Felicíssimo Nacarato Filho, dos quais Pedro, Antonio e Achiles foram batizados na Loja América, com a idade de onde, nove e sete anos respectivamente – em companhia dos filhos do nosso inesquecível Irmão Américo de Campos – em sessão de 08/03/1890.

Nosso Irmão foi sepultado no Cemitério da Consolação, Rua 31, terreno 1 e 2 lado direito, conforme registro às folhas 83-V do livro 24 de inumação.

Somente depoimentos de Irmãos seus contemporâneos, podem realmente qualificar, em toda sua grandeza, a estrutura deste nosso Irmão Caetano Nacarato.

Depoimento do nosso Irmão Orador João Gallo 33 : “uma luz como um farol, que com seus raios projetava por todo o Estado de São Paulo e por todo o Brasil o seu conhecimento e devotamento pela Maçonaria” Sessão de 22/11/1918”.

Na mesma sessão o Irmão Secretário Manoel Pacheco de Mendonça Júnior 18: “convido os Irmãos de boa vontade nos esforçarmos no trabalho da nossa Benemérita Oficina América, certos de que o do nosso poderoso Irmão Nacarato se achará sempre do nosso lado nos guiando no cumprimento do nosso dever”.

“Da sua figura de maçom verdadeiro, dentro da maior modéstia e perfeita simplicidade”, disse Amadeu Amaral, em seu discurso proferido no dia do quinquagésimo terceiro aniversário desta casa em 09/11/2011: “Refiro-me a esse homem tão simples, tão honrado, tão sincero e tão bom que se chamou Caetano Nacarato, coluna de bronze desta casa, amigo e Irmão, que parecia mais um pai e um apóstolo e que, depois de ter convivido conosco dezenas de anos, quase dia-a-dia, deixou para surpresa e para saudade dos que ficaram a impressão de uma separação antecipada”.

Dublando ainda Amadeu Amaral: “Duplamente Venerável, Venerável pela graduação maçônica e pela rara aliança de talento, de saber e de integridade, de brilho e têmpera”.

 

O Estandarte e o Timbre, recriado em junho de 2019, pelo Ir∴ Cristiano Rufino de Souza, tem a seguinte descrição: Estandarte: Retangular, segundo a proporção dourada, na cor bordô, própria do Rito Brasileiro, tendo no centro, um círculos branco, entre os quais está a inscrição A∴R∴L∴S∴ CAETANO NACARATO na parte de cima e na parte de baixo, em letras menores   À∴G∴S∴A∴D∴U∴ | G∴O∴B∴ | G∴O∴B∴-SP. No centro do Circulo interno o piso mosaico iniciado pelos três degraus simbólicos.

De cada lado do piso mosaico ergue-se uma Coluna, bronzeada, com um capitel suportando três romãs. A da esquerda, trazendo no fuste da Coluna a letra J rematada por uma esfera terrestre e a da direita trazendo no fuste da Coluna a letra B, rematada por uma esfera celeste, ladeadas por dois ramos verdes de acácia, subindo do piso até a altura das esferas. 

No centro das colunas, o BRASÃO DO BRASIL sobreposto a bandeira do BRASIL; suportando em seu centro o compasso sobreposto pelo esquadro, dentro da flâmula informando o rito praticado. 

Entre o ramo de acácia e a Coluna do lado esquerdo, centrada, a Lua Crescente e entre o ramo de acácia do lado direito e a Coluna, centrado, o Sol Irradiante. Na parte de baixo do brasão, a inscrição: RITO BRASILEIRO, em letras menores.

O Timbre é formado com a figura central do Estandarte simbolizando o trabalho do maçom direcionado para o bem estar da pátria, tendo na parte de cima referenciando o nome da loja, colocando a ordem de respeito e obediência: DEUS, A PORTÊNCIA FEDERAL E ESTADUAL. Abaixo com as mesmas letras da data de sua fundação.

(A:FC | R:FC/CRS)

Ao retransmitir esta mensagem favor não retirar os créditos Assessoria de Comunicação da www.redecolmeia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.