ASPECTOS DA DINÂMICA MAÇÔNICA

 

A Maçonaria como qualquer outra entidade cultivadora da Moral, Ética, Legalidade e Virtudes, exige de seus adeptos conhecimentos que possam enriquece-la, em todas as atividades de natureza material, espiritual e intelectual, implicando que seus próprios membros também se enobreçam.

    Seu objetivo, dentre muitos outros, é prestigiar estudos em busca da Verdade para continuação da caminhada através dos séculos, aproximando seus filiados do G∴A∴D∴U∴, que, por sua vez, alcança também toda humanidade .

     Para atingir essa finalidade, possui sus própria doutrina consubstanciada em princípios e postulados fincados em símbolos e alegorias, oferecendo uma visão celestial, intelectual e também de matéria, para que o obreiro encontre seu próprio caminho. E o encontro dessa via fará o maçom compreender e executar  todos seus ensinamentos.

    Toda essa dinâmica repousa em várias ciências, especialmente na Filosofia, escalonada em graus nas etapas de estudo, onde o anterior prossegue no posterior.

       É a escada de Jacó.

        Podemos afirmar assim, que a Sublime Ordem exorta o obreiro ao estudo progressivo dividido em graus com o propósito de facilitar a compreensão de cada tema, quer seja filosófico, simbólico, alegórico, espiritual ou esotêrico ou ainda físico, no momento oportuno.

        Todo esse Sistema é adotado em qualquer rito maçônico que seja reconhecido, em maior ou menor dimensão.  Cada grau possui sua própria história e relata um momento da vida maçônica começando pela aprendizagem até o último grau do rito eleito e executado na oficina imposta pela Potência correspondente.  

        Em se tratando do R∴E∴A∴A∴, é de se notar, que toda essa sistemática, é aceita como não poderia de ser,  também nos Altos Graus ou Graus Superiores, iniciando-se no 4 e vai até o 33,  divididos em Perfeição, Capítulo, Kadocsh, Consistório e o final 33,  Grande Inspetor Geral. Daí para frente é o infinito e cada obreiro irá em busca de seu próprio método para o aumento da pureza de coração, tolerância e conhecimentos da matéria e espírito até o dia da viagem para o Oriente Eterno.     

 Autor: Irmão José Geraldo de Lucena Soares
Membro da Loja FRATERNIDADE JUDICIÁRIA, 3614 – Grande Oriente do Brasil
Mestre Instalado,  Grau 33″ do rito escocês antigo e aceito
 

 

 

(A: FC | R: CRS) Ao retransmitir esta mensagem favor não retirar os créditos Assessoria de Comunicação da www.redecolmeia.com.br

 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.