EMULATION

Ritual de Emulação é uma coleção de cerimônias e procedimentos da Maçonaria de origem inglesa. As cerimônias que os Franco-Maçons praticam nas suas lojas são chamadas de rituais. Ao se espalhar pelo mundo, essas cerimônias naturalmente foram adquirindo grandes variações regionais. O Ritual de Emulação refere-se ao conjunto de cerimônias maçônicas patrocinadas na sua exatidão por uma loja em especial, a Emulation Lodge of Improvement for Master Masons. Essa loja inglesa de instrução tem como maior propósito a demonstração práticas das cerimônias nos 3 graus fundamentais da Maçonaria para mestres maçons do mundo inteiro, tal como foi concebido aprovado pela Grande Loja Unida da Inglaterra na sua formação.

Emulation Ritual

Teve a sua origem no ritual criado pela “Lodge of Reconciliation”para ser usado na United Grand Lodge of England e nas lojas sob a sua jurisdição. A “Lodge of Reconciliation” foi formada em 1813 para facilitar a união das duas grandes lojas inglesas (Grande Loja do Modernos e Grande Loja dos Antigos) na Grande Loja Unida da Inglaterra que existe até hoje. O seu objetivo era criar um novo Ritual, uma vez que as duas adotavam Rituais muito diferentes entre si. A “Lodge of Reconciliation” cumpriu a sua tarefa e o Ritual foi aprovado e confirmado pela Grande Loja Unida da Inglaterra em Junho de 1816. Naquela época considerava-se proibida a possibilidade de se documentar essas cerimônias, pois as mesmas deveriam ser ensinadas e memorizadas exclusivamente “de boca à ouvidos” maçônicos. No entanto, em poucos anos os preceptores detectaram pequenas variações de palavras e movimentações entre as Lojas de diferentes regiões da Inglaterra. Para evitar a perpetuação dessas pequenas falhas criaram-se então as Lojas de instrução com o objetivo de demonstrar a forma exata do Ritual Inglês. A “Emulation Lodge of Improvent” foi uma dessas lojas de instrução criadas naquela época, em 1823, mas é a única que se manteve até hoje demonstrando semanalmente as cerimônias na sua exatidão. As mais notáveis mudanças foram feitas em 1964, quando optou-se deixar explícito no texto que as penalidades eram apenas figurativas, e em 1986 quando a UGLE decretou que as penalidades simbólicas deveriam ser removidas dos juramentos feitos pelos candidatos aos três graus e a instalações dos mestres de loja.

Emulation Lodge of Improvement for Master Masons

Já faz quase 200 anos que a “Lodge of Reconciliation” foi criada para mesclar os rituais praticados pelas duas grandes lojas originais, e depois demonstrá-lo para a recém -formada Grande Loja Unida da Inglaterra. Depois do seu trabalho concluído e aprovado, a loja parou seus trabalhos em junho de 1816. No ano seguinte formou-se a primeira loja permanente de demonstração do novo Ritual, a “Stability Lodge of Instruction”, que contava em seu quadro com vários dos membros da “Lodge of Reconciliation”. Surgiram várias outras lojas de instrução nos anos seguinte, tais como Burlington (1810) e a Perseverance (1818), mas só em 2 de outubro de 1823 a “Emulation Lodge of Improvement for Master Masons” fez a sua primeira sessão sob a sanção da “Lodge of Hope”.

Tem sido a política do “committee of the Emulation Lodge of Improvement” preservar o ritual tão próximo quanto possível à forma que foi aprovada pela Grande Loja, permitindo apenas as mudanças aprovadas pela Grande Loja a se tornar prática estabelecida. O ritual, no entanto, toma eu seu nome da Emulation Lodge of Improvement, e não o contrário.

Desde 1969 os rituais já podem ser impressos e vendidos livremente, facilitando muito o aprendizado e memorização do Ritual de Emulação, mas isso não diminuiu a importância das lojas de instrução, pois a experiência de se executar os rituais em toda a sua pompa e dignidade depende de detalhes de postura, movimentação, e atitude que dificilmente podem ser traduzidas em palavras que um livro possa conter.

O Ritual de Emulação no Brasil

Apesar do Ritual de Emulação ser praticamente unanime no Reino Unido e em boa parte das ex-colônias inglesas, é praticado por uma minoria de Lojas no Brasil, EUA e França. No Brasil o Ritual de Emulação tem sido o alvo de diversos desentendimento por parte das Potências Maçônicas. Por exemplo, tem-se perpetuado o erro de chamá-lo de “Rito de York”. Não é um Rito (no sentido de definição de uma sequência de graus maçônicos) e muito menos de “York”, que é uma enganosa referência a um dos ritos praticados nos EUA. O Ritual de Emulação versa apenas sobre as cerimônias de abertura e encerramento, as iniciação nos 3 graus, e a instalação do Mestre da Loja. Outros ritos mais comuns no Brasil possuem muitos outros graus adicionais, chamados de filosóficos, e diferentes entre si a depender do Rito, como por exemplo o R.E.A.A. com seus 33 graus (03 Simbólicos mais 30 “Filosóficos”).

 

Fonte: WIKIPEDIA

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.