Loja Fraternidade nº 2765 – Completa 26 anos no Oriente de Niterói – RJ.

Dia 11 de setembro de 2019, quarta feira às 20:00 horas na Loja Fraternidade nº 2765, Oriente de Niterói – RJ.

Realizou a sessão de Homenagens em comemorou seus 26 anos e exposição em áudio visual do Irmão Eduardo Leite sobre a história da loja, tendo como Venerável Mestre Anderson Fajardo Silva Martins, estando presente as autoridades maçônicas irmão Eminente Irmão Edimo MUNIZ Pinho, Grão Mestre de honra do GOB-RJ, atualmente Conselheiro do Conselho Federal da Ordem, Matheus Casado Martins, Assessor do Grão Mestre Geral e pai do Venerável Mestre, fundadores da Loja, além do irmão Edimo, Reginaldo Paiva, Eduardo Leite, Helio Bizzo, Cláudio Cardoso, Ledio Barbosa, que com 82 anos de idade recebeu o título de Benemérito, e os filhos Bruno Rodriguez Paura, Charles Paura e Herick Paura ( ex-veneráveis da loja) representando o saudoso Giovanni Paura.

A loja foi homenageada com uma placa do Grão Mestrado Estadual, quando ainda na gestão do irmão Edimo, e uma moção da Assembleia Legislativa do Rio Estado do Rio de Janeiro, entre outras autoridades, deputados federais, deputados estaduais, mestres instalados, mestres, companheiros, aprendizes e e participação de veneráveis mestres de oficinas Co-irmãs, cunhadas, demolays e ilustres convidados.

Niterói é um município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. 

Niterói é um município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, Região Sudeste do Brasil. Foi a capital estadual, como indicado pela sua coroa mural dourada, exclusiva de capitais, entre 1834-1894 e novamente entre 1903-1975. Com população estimada em 511 786 habitantes, segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2018,[3] e uma área de 129,3 km², integra a Região Metropolitana do Rio de Janeiro (RMRJ) e ostenta o mais elevado Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) do Rio de Janeiro[8] e o sétimo maior entre os municípios do Brasil em 2010.[9] Individualmente, é o segundo município com maior média de renda domiciliar per capita mensal do Brasil[10] e aparece na 13ª posição entre os municípios do país segundo os indicadores sociais referentes à educação.

Foi capital estadual fluminense até a fusão entre os estados do Rio de Janeiro e da Guanabara em 1975. Dista 15 km da Cidade do Rio de Janeiro e possui como acessos a Ponte Rio–Niterói e Avenida do Contorno, ambas trechos da BR-101, a Alameda São Boaventura, trecho urbano da RJ-104, a Avenida Everton Xavier, trecho urbano da RJ-108. Também se pode chegar à cidade por meio das linhas de ferry conhecidas como barcas.

A cidade é um dos principais centros financeiros, comerciais e industriais do Estado do Rio de Janeiro, sendo a 12ª entre as 100 melhores cidades brasileiras para se fazer negócios.[12] Niterói vem registrando um alto índice de investimentos na cidade, principalmente imobiliários e comerciários, advindos tanto da herança de ter sido a capital estadual, como por sua proximidade geográfica com a Cidade do Rio de Janeiro. Absorve um intenso desenvolvimento das atividades de exploração de petróleo offshore na Bacia de Santos e da Bacia de Campos.

Escritórios de serviços especializados, hospitais, universidades, museus e shopping-centers proporcionam opções de entretenimento às famílias e pessoas. Ao mesmo tempo, o município está absorvendo uma série de investimentos industriais importantes nos setores ligados à cadeia produtiva de petróleo e gás. Destaca-se a reinauguração de estaleiros, com a reforma e a manutenção de plataformas e estruturas offshore, além da construção de embarcações para o transporte de passageiros.[14]

Segundo dados do IBGE de 2010, o produto interno bruto nominal de Niterói foi de 11,2 bilhões de reais,[15] figurando como o quinto município com maior produto interno bruto do estado, depois da capital fluminense, de Duque de Caxias, Campos dos Goytacazes e Macaé, além de ser o 45º município mais rico do Brasil. Somente no setor de petróleo, a região responde por 70 por cento do parque instalado estadual do setor,[16] concentrando desde empresas de offshore a estaleiros. A cidade é o segundo maior empregador formal do Estado do Rio de Janeiro, embora ocupe o 5º lugar quanto ao número de habitantes, que correspondem a 4,11 por cento do total da população da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Niterói possui o melhor índice de desenvolvimento humano do Estado e o terceiro do país de acordo com estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas em junho de 2011,[17] que também classificou Niterói como “a cidade com população mais rica do Brasil”, por possuir 30,7 por cento dela inserida na classe A.

Considerando as classes A e B, Niterói também aparece em primeiro lugar, com 42,9% de sua população inserida nessas classes. Está entre as cidades mais alfabetizadas do Brasil, além de apresentar a menor incidência de pobreza, a população com maior renda mensal per capita e o maior índice de longevidade municipal do Estado do Rio de Janeiro.

Segundo levantamento do Instituto Trata Brasil, com base no ano de 2014, a cidade encontra-se na 12ª posição nacional apresentando 100% do abastecimento de água tratada. Em relação ao tratamento de esgoto o município aparece na 9º colocação e está entre as 10 cidades que tratam mais de 80% do seu esgoto.[18]

https://pt.wikipedia.org/wiki/Niter%C3%B3i

(A:FC/R:FC)
Ao retransmitir esta mensagem favor não retirar os créditos Assessoria de Comunicação da www.redecolmeia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.